Pesquisar este blog

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

BIOGRAFIA

Gabriel Ferrer
             Em 1928, Dona Helena Ferrer, que havia ficado viúva de Carlos Pinto de Andrade, coletor federal, por volta de 1926, com apenas 24 anos de idade teve que se mudar de Silvestre Ferraz para São Lourenço, a fim de assumir uma cadeira no Grupo Escolar “Dr. Melo Viana”. Com ela vieram seus três filhos: Carlos, com 9 anos, Celso, com 7 anos e Gabriel, com pouco mais de 5 
anos de idade. Foram todos matriculados no 
mesmo estabelecimento de ensino onde lecionava sua mãe. 
Helena Ferrer e Carlos Pinto de Andrade


           Terminando o curso primário, cada um se encaminhou para um determinado tipo de trabalho a fim de ajudar no orçamento familiar. Carlos aprendeu o ofício de barbeiro, profissão que exerceu até seu falecimento em 2008. Celso, também já falecido, trabalhou por algum tempo na firma “Singer Máquinas de Costura” , dedicando-se mais tarde a profissão de alfaiate. Gabriel ingressou no escritório de contabilidade da firma “Silvestrini Irmãos”, onde trabalhou por mais de trinta anos (1945 – 1978).
Celso de Andrade

Carlos de Andrade

            Ao entrar no cinema pela primeira vez em 1936 para assistir um capítulo do seriado Flash Gordon, Gabriel, aos 10 anos de idade, ficou deslumbrado pelo mundo mágico da sétima arte e teve naquele momento seu maior incentivo para fazer cinema.


Cartaz Original de 1936


            Em 1944, ele conhece Maria, e começam a namorar – claro, no cinema. O casamento veio em 1946, Maria com 16 anos e Gabriel com 19. Foram muito felizes por 57 anos até 2003 quando Maria veio a falecer deixando muitas saudades entre os seus. A união de Gabriel e Maria durante todos esses anos foi agraciada com a chegada dos 6 filhos do casal: Larry Ferrer (1947), Douglas Vieira Ferrer (1949- 2010), Wagner Ferrer (1952), Denni Ferrer (1955 – 1991), Wander Ferrer (1957) e Thelma Filomena Ferrer (1958).
Casamento de Gabriel e Maria

            A oportunidade de filmar chegou em 1948, quando ele conseguiu uma câmera emprestada por Juscelino Filgueiras, proprietário da loja MAGAZINE, onde se encontravam produtos como câmeras, filmes e afins, e pode filmar o aniversário de seu avô, desde então não conseguiu mais parar. No mesmo ano Gabriel foi ao Rio de Janeiro e comprou sua primeira câmera, uma Sinclock. Nos domingos e feriados, Gabriel se dedicara a fazer filmes cinematográficos, um talento nato que só muito mais tarde seria reconhecido pelos inventores do cinema.
Filmagem de cena de "Fogo na Fronteira"

            Em 1952, há mais de meio século, quando no Rio de Janeiro e São Paulo os produtores cinematográficos com grandes recursos técnicos e financeiros só faziam pornochanchadas, em preto e branco, Gabriel foi pioneiro, fazendo um filme colorido. Sem recurso algum, utilizando apenas uma pequena câmera de 16mm, de corda e com uma objetiva, Gabriel rodou o filme “FOGO NA FRONTEIRA” todo colorido, além de outros em preto e branco como “Tesouro de Tahiti” e “Irmãos em Armas”, nos quais ele era o escritor, o produtor, o diretor e algumas vezes um dos personagens dos filmes. Inclui-se ainda a filmagem, sonorização, montagem e dublagem feitas por Gabriel e Thelma, sua filha.
           
Gabriel Ferrer instruindo os atores em cena de "Fogo na Fronteira"


            Gabriel Ferrer faleceu dia 9 de setembro de 2013 em São Lourenço, Minas Gerais e é reconhecido e respeitado como um dos grandes talentos da cidade.
            Numa homenagem justa ao trabalho iniciado, desenvolvido e realizado por ele, é minha intenção mostrar a todos os amantes da sétima arte o que é acreditar num sonho e fazer disso seu ideal de vida. Os obstáculos não importam quando a meta a ser alcançada é um ideal. Se ultrapassá-los torna-se inevitável, não há porque se deter diante deles. O fato desses obstáculos existirem só significa que o resultado pode não vir com facilidade, e transformá-los em realidade é apenas uma questão de determinação. É isso que nunca faltou a esse grande PAI, AVÔ e BISAVÔ, que conseguiu ser grande em todos os seus feitos.
          

27 comentários:

  1. Parabéns pelo blog ...
    Parabéns para o Vô que é um guerreiro..
    Beijos...

    ResponderExcluir
  2. Thelma Ferrer Joseph2 de janeiro de 2011 06:03

    Papai,
    Um homem forte e determinado... que nos provou que e possivel fazer os sonhos se tornarem realidade ....
    E uma honra ser sua filha....
    o site esta maravilhoso!!!
    Te amo!

    ResponderExcluir
  3. Marcello Ferrer

    Fico orgulhoso de ter meu avô e tios-avôs participado dessa grande realização.
    Parabéns pela iniciativa!

    ResponderExcluir
  4. Valeu mesmo gente!!! Me ajudem a divulgar esse trabalho lindo do meu avo!!! Bjs

    ResponderExcluir
  5. Meu primo Gabriel foi um pioneiro no cinema nacional . Sou seu fa e o considero um grande amigo . Parabens Auyra pelo lindo trabalho de expor a grande obra de Gabriel Ferrer . Um abraco do primo Joao Bosco Ferrer de Andrade

    ResponderExcluir
  6. Parabéns!
    Não podemos esquecer de nossa história.
    Lindo trabalho Auyra...
    Seu avô merece este reconhecimento!

    ResponderExcluir
  7. Parabens, tive a oportunidade de ver o filme Fogo na Fronteira.
    Fiquei muito emocionado ao rever foto do grande amigo (primo) carlos.
    nengo

    ResponderExcluir
  8. Marcello Ferrer
    Auyra, a foto do vô tá ótima!
    Muitas saudades dele...

    ResponderExcluir
  9. Ta mesmo ne???? Muitas saudades tb!!!

    ResponderExcluir
  10. Oi Bubu, tentei te dar parabéns pelo seu aniversário, tentei ir na sua casa para te dar um bj de feliz natal e tentei ligar no ano novo...mas apesar dos desencontros penso em vc com carinho e desejo a vc e ao Gabrielzinho, saúde, amor um novo ano trazendo boas novas em suas vidas!
    Quero só fazer uma correção, o Denni nasceu em 1955 e morreu em 1991, e ninguem conhece a d. Doquinha como Maria, essa colocação é minha opinião, ok.

    Mas fiquei super feliz por vc ter feito esta homenagem aos feitos de seu Gabriel, ele merece este carinho esta atenção. Ele é uma pessoa de valor inestimável em nossas vidas, além do vínculo afetivo mas por ser um grande homem que superou os limites do seu tempo e colocou em prática suas idéias, seus sonhos. Fez da arte do cinema seu sonho materializado. Nele colocando seus amigos, seus irmãos, filhos e sua amada "Doquinha" seu amor eterno.... Toda parceria nos filmes era celebrada com alegria por parte de seu elenco. Com recursos parcos, improvisados ele compunha sonhos..Não tinha patrocinio e nem por isso deixava de filmar. Todos colaboravam pois era o mesmo sentimento que existia, atuar. Nossa querida Doquinha, fazia a vez de estilista, camareira, maquiadora por mais que Sr. Gabriel quisesse colocá-la em um de seus filmes, era tão linda prá ficar por trás das cameras, mas era a forma com que ela ajudava a alimentar o sonho do seu amado. Com uma pequena câmera , 16mm, na mão ele foi além das possíbilidades enfrentou as dificuldades de produzir e revelar um filme. Seu olhar para o mundo, transportava alegria ao encenar. Sua inteligencia produziu o primeiro filme colorido no Brasil, o que poucos sabem, mas revolucionou com isso uma época. O Sr. Gabriel é este homem que eu tanto amo e admiro e que através deste blog ele seja recolhecido por mais pessoas interessadas em divulgar a cultura ou de simplesmente relembrar os bons tempos vividos.
    bjs
    tia Dayse

    ResponderExcluir
  11. Vovô que lindo tudo isso, concerteza vou assistir todos seus filmes.
    Tenho muito orgulho de ser seu netinho e fazer parte dessa família linda.

    Parabéns..

    ResponderExcluir
  12. Pai fiquei muito emocionado e orgulhoso de ver toda sua obra ser reconhecida.
    te amo muito
    bjs
    wander

    ResponderExcluir
  13. Grande homem, pena não ter recebido o merecido reconhecimento.

    ResponderExcluir
  14. Vozinho,
    Lendo isso tudo, eu fico lembrando de vc contando pra gente as historias, de cm foi tudo, das dificuldades, das alegrias, da vó doquinha sempre participando, seja costurando os figurinos, seja "dublando a índia", ou cuidando de todos, como sempre fez....
    Não posso deixar de lembrar tb do quanto o senhor sempre nos estimulou, filmando nossas bagunças na piscina, nossos teatrinhos.... sempre com orgulho e satisfação. Carinho e disposição!! Vô, nossa infancia foi mais feliz (e acho q falo por todos os primos) pq vc e a vó estavam por perto!! no fundo, acho q aqla bagunça toda era mesmo só pra poder fazer parte de um filme seu!
    O orgulho que sentimos por vc não caberia num Blog, mas o blog serve para mostrar para todos a importancia que o senhor teve no cenário artístico do Brasil. E não importa onde isso esteja escrito, Vô, ninguém nunca irá tirar isso de vc, nem da gente. É com muito orgulho q sempre falamos de todos os seus filmes, e do Fogo na Fronteira, q é o primeiro filme brasileiro colorido.
    E Nêga, obrigada (denovo) por tornar isso publico!
    Amo mt vcs!!!

    Ellen.

    ResponderExcluir
  15. sr gabriel tenho muito orgulho de ter o sr como avo de meu filho, e de poder participar de sua familia e desejo ao meu filho ,que seus sonhos sejam todos realizados como os do sr ,que sonhou e transformou em realidade aquilo que na epoca nao se acreditava ,tenho o sr como um exemplo de vida digna ,de pai ,marido,homem,trabalho,enfim um ser humano sabio que tem muito a nos ensinar . carlos alberto p silveira

    ResponderExcluir
  16. Parabéns Auyra! muito lindo !Divulgamos o blog e vou tornar a fazê-lo no nosso. Sr. Gabriel é muito querido e sem dúvida nenhuma é o pioneiro da nossa Cultura.O que nós pudermos fazer para divulgar faremos ,pode ter certeza Bjs.Bernadete.

    ResponderExcluir
  17. Olá GRANDE cineasta GABRIEL
    Seu trabalho na divulgação do cinema arte, é de um valor inestimável e imensurável. Tenho a felicidade de fazer parte desta família FERRER e de ter comigo muitas obras feitas pelo seu talento nato. Suas obras para mim são tesouros pessoais que tenho de nossa família e só tenho a dizer MUITO OBRIGADO POR EXISTIR.
    Abraços afetuosos do seu primo
    Celso Ferrer Motta

    ResponderExcluir
  18. Ao Grande cinesta Gabriel Ferrer que e meu primo 2 vezes , tanto pelo lado Ferrer como pelo lado Pinto de Andrade . Sou seu fa numero 1 com carteirinha e tudo . Deus te abencoe e te de muita saude . Parabens pela sua obra . Grande e saudoso abraco Joao Bosco ferrer de Andrade ( Boston USA)

    ResponderExcluir
  19. Meu tio querido ,obrigada por ter dado tanta alegria à toda família . O senhor é um exemplo para todos nós! E o amor que tinha pelos irmãos foi muito bonito de se ver. Nós te amamos!

    ResponderExcluir
  20. Olá!

    Ví uns vídeos seus antigos no Youtube, poderia melhorar a qualidade deles utilizando uma placa de captura e gravando direto o vídeo usando o computador.

    Assim com ctz ele não irá perder nada da qualidade original da película.

    Caso for gravar utilizando uma webcam ou câmera convencional, tente gravar direto de um monitor/TV de tela plana, LCD ou LED, com ctz os arrendodados das telas antigas não irão aparecer nos vídeos.

    De resto parabéns pelos vídeos, adorei!

    ResponderExcluir
  21. Oi seu eu novamente, meu nome é Daniel seu puder ajudar de alguma forma, conte comigo.

    Ressaltando também que o YouTube aceita vídeos em qualidade 1080p, com maior definição de qualidade em FULL HD (high definition - alta qualidade), com ctz irá melhorar também a qualidade dos vídeos ao serem assistidos pela internet.

    Show de bola, já me inscrevi no canal e espero novidades, parabéns pela iniciativa!

    ResponderExcluir
  22. PARABÉNS gabriel Ferrer! pelo seu trabalho dedicado a sétima arte.
    Natan de Oliveira e José Ramos a nova geração do cinema da cidade agradece tudo que você fez,em dezembro você é nosso convidado de honra,para assistir
    TROPA MALUKA EM O RAPTO DA FILHA DO PRESIDENTE>

    ResponderExcluir
  23. Grande Gabriel Ferrer, meu amigo, parabéns, vc merece este reconhecimento com certeza, pelo seu trabalho e dedicação à Sétima Arte e, acreditando que com pouco se pode fazer muito. Um abração grande. Jorge Tupamaro.

    ResponderExcluir
  24. desejo um contato
    abs
    armand cohen

    ResponderExcluir
  25. PARABÉNS Sr. Gabriel Ferrer!
    Lindo seu trabalho dedicado ao cinema e a São Lourenço.
    Sou da familia Bacha e Jorge Bacha é tio do meu marido. Gostariamos de saber, no filme "Fogo na Fronteira", quem é o Jorge Bacha, como podemos identifica-lo no filme. Muito obrigada! Dora

    ResponderExcluir
  26. A Morte não é Nada
    " Santo Agostinho "


    "A morte não é nada.
    Eu somente passei
    para o outro lado do Caminho.

    Eu sou eu, vocês são vocês.
    O que eu era para vocês,
    eu continuarei sendo.

    Me dêem o nome
    que vocês sempre me deram,
    falem comigo
    como vocês sempre fizeram.

    Vocês continuam vivendo
    no mundo das criaturas,
    eu estou vivendo
    no mundo do Criador.

    Não utilizem um tom solene
    ou triste, continuem a rir
    daquilo que nos fazia rir juntos.

    Rezem, sorriam, pensem em mim.
    Rezem por mim.

    Que meu nome seja pronunciado
    como sempre foi,
    sem ênfase de nenhum tipo.
    Sem nenhum traço de sombra
    ou tristeza.

    A vida significa tudo
    o que ela sempre significou,
    o fio não foi cortado.
    Porque eu estaria fora
    de seus pensamentos,
    agora que estou apenas fora
    de suas vistas?

    Eu não estou longe,
    apenas estou
    do outro lado do Caminho...

    Você que aí ficou, siga em frente,
    a vida continua, linda e bela
    como sempre foi."
    ♥ ♥ Marli ♥ ♥:

    ResponderExcluir
  27. Parabéns pela iniciativa e pela homenagem ao seu avô. Em um país sem memória, uma iniciativa como esta deve ser louvada. Este material não poderia ficar sem divulgação!

    ResponderExcluir